30 de março de 2012

Ninhos



Caixas de madeira que podem ser horizontais ou verticais. As horizontais - 30x15cm com divisória. A parte do fundo, superfície concava, onde a fêmea coloca os ovos> As verticais facilitam o choco e proporcionam um percentual maior de nascimento. Podem ser de 20cm de altura x 15cm de profundidade x 15cm de frente. Coloque palha de milho no piso da gaiola para que a fêmea confeccione o ninho e coloque um pouco de serragem dentro do ninho.

Os Agapornis de aro branco (Fischeri, Personata, Nigrigenis) carregam a palha no bico, inteira: as vezes ate pedaços de sabugo de milho e o que tiver por perto. Os roseicollis colocam os fios de palha e fazem movimentos ciculares, confeccionando o ninho. Os roseicollis quase sempre só a fêmea faz isso e os machos costumam fazer apos "velhinhos" - apos aproximadamente 5 anos.

29 de março de 2012

Criaçao de ingleses


FÊMEA verde claro a direita na foto

nascimento: 2010

anilha: DD 079 fob 290
criador: Julio dutra.






















MACHO verde escuro cinza cintilante

nascimento: 2009

anilha: não tenho apontada so depois que terminarem o acasalamento vejo
criador : um amigo do Julio dutra por isso não tenho os dados certos dele.




Expectativa de filhotes: verdes cinzas, verdes claro, verdes escuro, cintilantes cinzas, cobaltos e celestes mas não tenho certeza que ele porte azul.



Estão juntos a duas semanas fêmea ja entrando no ninho, presenciei uma tentativa de gala acredito que entre uma ou duas semanas já venham os ovos , casal de grande porte onde o macho tem tamanho e largura corporal e a fêmea topete e tamanho 
assim que vierem os primeiros ovos estarei atualizando.


Por Nariella Wesp

28 de março de 2012

Calopsitas



Olá, nessa postagem iremos falar sobre calopsitas, aves muito carismáticas, carinhosas e inteligentes. As calopsitas são geralmente criadas como pássaros de estimação para ficar soltas pela casa e interagindo com as pessoas as quais moram.

De fácil manejo, esses pássaros a cada dia que passa ganham ainda mais espaço no mercado. A identificação do sexo das calopsitas, quando não são da cor silvestre, é complicada, quando em sua cor natural, os machos possuem a face amarela, corpo cinza e uma listra branca nas asas, o rabo é "liso", sem listras. Já as fêmeas tem o corpo todo cinza, listras brancas nas asas e rabo listrado em amarelo, elas não tem face amarela, mas sim da cor do corpo, cinza.

Em outras mutações como Arlequins, Lutinos, Fulvos, Caras Brancas e etc... Essa identificação é mais complicada, pode ser feita através de um exame em clinicas especializadas através da coleta de penas, ou através do "toque" do osso da bacia, onde o das fêmeas, quando adultas é afastada, e podendo caber o dedo mindinho, e o dos machos é fechado desde filhote. Esse teste não é muito recomendado por existirem variações com fêmeas de bacia mais fechada e machos de bacia afastada. 
A reprodução das calopsitas não é complicada, mas precisa de um conhecimento anterior. Até o casal se tornar realmente um casal geralmente não demora muito, mas pode variar. Após 18 dias de cruzarem elas põem o primeiro ovo, a cada 2 dias colocam outro ovo, a ninhada em média é composta por 5 a 7 ovos. 20 dias após a postura nasce o primeiro filhote, a diferença de dias entre um nascimento e outro é de 2 dias também. Os pais revezam no choco, durante o dia fêmea choca, durante a noite o macho cuida do choco. Os filhotes se desenvolvem rapidamente, inicialmente tem penugem branca quando bem jovens e quando não são Cara Branca ou Lutinos.
Após um mês de vida, o filhote abandona o ninho, porém não está totalmente independente, ainda depende da alimentação dos pais nos primeiros dias, enquanto os pais estiverem alimentando o filhote, recomenda-se reforçar a alimentação servindo milho verde na espiga, pão, couve, espinafre e etc...
A escolha da primeira calopsita é bem complicada, deve-se pensar bastante se irá querer ela apenas como pássaro de estimação ou se irá utilizar como reprodutor. A quantidade de mutações é imensa possibilitando várias opções de compra.
Quanto a alimentação pode-se utilizar a mesma ração dos periquitos, eu como criador não gosto de servir a mesma ração, adiciono mais 25% de girassóis e mais cerca de 15 a 25% de ração extrusada, isso além das comidas naturais (espinafre,milho,couve,pão,pedra de cálcio e a água com vitaminas), eu particularmente uso vitagold.
Uma alimentação balanceada aliada com a limpeza e um local apropriado, aumentam as defesas das calopsitas contra doenças.
Como viram nessa postagem nós tentamos abordar os mais variados temas, sem nos aprofundarmos tanto, porém em futuras postagens pretendo aprofundar em reprodução e etc...

Abraços
Por Wallace Rezende 

23 de março de 2012

Diário de um casal de ingleses


Macho Cinza Normal X Femea Celeste Gold Face



Formei este casal ja faz 2 semanas e agora vou iniciar um diário sobre eles. Ao meno 2 ou 3 vezes por semana vou atualizar dando noticias da evolução deles.

Evolução:

Neste momento eles estão com o ninho juntos numa gaiola de criação, ainda não estão namorando e não notei muito interesse deles um pelo outro, nem da femea pelo ninho, é ta meio dificil e se até o fim de semana não rolar nada entre eles vou tentar outro coisa pra melhorar isso. 


Algumas fotos do casal: 



Por Hendrix

21 de março de 2012

O Periquito - Australiano


Olá, nessa postagem do Blog iremos comentar sobre Periquitos Australianos, com certeza, um dos mais famosos pássaros criados em todo o mundo, pelo fato do periquito ser um pássaro comunicativo e muito resistente a doenças torna-o um animal atrativo. A escolha do periquito é sempre a primeira dúvida com que o criador iniciante se depara, se quer um casal para reproduzir procure se informar se realmente é um casal. O macho possui uma narina Azulada quando adulto, ou de cor lilás quando é um pássaro de mutação recessiva como Lutinos ( Amarelos de olhos vermelhos), Arlequins Recessivos ou Malhados Recessivos, entre outros, ou quando é um filhote. Já as fêmeas em qualquer mutação variam de um Branco Marfim á um Marrom Chocolate. As cores dos periquitos são das mais variadas, podendo variar do cinza ao amarelo, existem várias mutações, todas divididas em Recessivas, Recessivas Ligadas ao Sexo, Dominantes e ainda existem as Co-Dominantes, que é quando uma mutação considerada Dominante é suprimida por outra, esta é a chamada Co-Dominante. Bom, as características de cada Sub Grupo são as que seguem:

-Recessiva- 
É a mutação a qual só será visível nos filhotes em 3 casos, se os pais portarem a mutação, se os pais forem da mutação ou se um deles for e o outro portar. Exemplos:
Macho Normal Verde(Portador de Arlequim) x Fêmea Arlequim Verde => Terão tanto filhotes Normais Verdes quanto Arlequins Verdes, de ambos os sexos.

-Recessiva ligada ao sexo-
Esse grupo é caracterizado por uma dependência do sexo dos pais, alguns exemplos dessa mutação é o Asa Canela e o Ino (Lutinos e Albinos), estes funcionam da seguinte maneira.
Se o macho for ou portar a mutação, como por exemplo, Asa Canela, todos os filhotes que nascerem com a mutação visível serão da Fêmeas.
Se a fêmea for da mutação (fêmeas não podem portar mutações ligadas ao sexo, ou são visuais ou não) elas irão passar a mutação para os Machos, porém não visualmente, mas sim portando, assim voltando ao primeiro ciclo.

-Dominantes e Co-Dominantes-
As mutações pertencentes a esse grupo não podem ser portadas "ou é ou não é", as dominantes mais comuns são Arlequim Dominante e Cintilante, as duas possuem o chamado Duplo Fator, o qual é obtido pelo cruzamento de 2 Arlequins ou 2 Cintilantes, assim tendo o os chamados duplo fator, estes terão em sua totalidade uma ninhada de Simples Fator, ou seja, um Cintilante ou um Arlequim Dominante, ambas as mutações quando são Fator Duplo são caracterizados pela diminuição da marcas no corpo.
Quanto as Co-Dominantes, a mais comum é a Normal Verde, a qual, não portando outras mutações, supera as outras, por ser a cor selvagem e natural do periquito, essa supera qualquer outra, não existe Normal Duplo Fator.

Em uma futura postagem iremos nos aprofundar mais em na questão de genética, reprodução entre outras duvidas comuns entre os iniciantes, qualquer dúvida entre em nosso Fórum, www.cbraves.net

Abraços e até a próxima postagem. 
Por Wallace Rezende

20 de março de 2012

Granulados extrusionados

Os granulados são a mais recente forma de alimento para aves lançado no mercado. O seu moderno processo de fabrico, no qual os elementos nutritivos necessários a uma equilibrada alimentação são cozidos durante um curto espaço de tempo por meio de vapor e água, tornando deste modo as substancias mais absorvíveis para os pássaros e onde as altas temperaturas obtidas neste processo eliminam a maior parte dos germes. Como consequência estes alimentos são melhor digeridos e o risco de infecção relacionado com a alimentação torna-se diminuto.

Em virtude de os agapórnis a exemplo de outras aves serem granivoras e estar no seu instinto  facto de terem que abrir as sementes para comerem, está a dificultar bastante a adaptação dos agapórnis a este novo tipo de alimento. Isto não impede que se misture algum extrusado triturado na papa por forma a enriquecer a sua dieta alimentar. No entanto estou convicto que o futuro das aves passara por este tipo de alimentação e que talvez surja no mercado um extrusionado mais apetecível e adaptado as características das aves.

Diga NÃO à animal silvestre em casa

Esta é uma das mensagens mais importantes que podemos passar porque o tráfico de animais é o terceiro maior tráfico do mundo, só perde para o tráfico de armas e drogas. Deixamos nosso pais cada vez mais pobre, exportamos e extinguimos nossa fauna. Tenho certeza que muitos de nós teriam esses animais em casa, pois não sabe o que eles passam ate chegar em nossas casas, gaiolas, aquários, etc... 

19 de março de 2012

www.cbraves.net

Olá, esse é o primeiro post no nosso blog cbraves, esse nome saiu do nosso fórum "comunidade brasileira das aves" estamos aqui para ajudar todos os leitores do blog, com informação de qualidade e também para dar o ombro amigo quando preciso, espero contar com a participação de todos, um forte abraço.